18 julho 2008

fantástico

Ás nove da manha saimos para ir até ao parque que fica aqui mesmo ao lado de casa. Levo o meu pequeno almoço e o bebé no seu carrinho. Bebo o café sentada na relva a olhar para o rio e para o perfil de Manhattan com aquela luz esbranquiçada de quem acabou de acordar (dizem que ela não dorme).
De seguida vou para casa e entre mãe e arquitcta desdobro-me como posso.
Ao fim do dia falo com os amigos do outro lado e descubro isto… penso então:

“ de que me vale estar nesta cidade fantástica se não posso usufruir da companhia fantástica dos meus amigos?”

A todos um muito, muito grande obrigada, uns por um e outro pelo outro.

2 comentários:

Claudette Guevara disse...

Sabes o que é mais curioso? A blogosfera é muito pequena...

O ZP andou comigo na escola, aqui em Barcelos city. [e posteriormente trabalhei no gabinete onde ele estava, há uns verões atrás]

Não tem nada que ver com o post e com as tuas saudades (compreensivas) mas... um dia destes faço uma árvore genealógica da blogosfera para ver quantos amigos meus, também, têm os meus conhecidos.

elisabete duarte disse...

isso e' que era! uma arvore blogosferica!
Fico a' espera!