12 dezembro 2007

Sobre os meus patrões

Não costumo falar do meu trabalho no atelier nem dos meus patrões, mas esta história tem que ser contada aqui.
Para manter algum anonimato das personagens em quetão não lhes vou chamar pelo nome. A história conta como é que eles se conheceram e as personagens são as seguintes: o italiano que queria ir para Nova Iorque; o amigo do italiano; a rapariga do andar de baixo e o namorado da rapariga do andar de baixo.

O italiano que queria ir para Nova Iorque vivia em Roma num edifício de apartamentos mais ou menos de sete pisos. Tinha um amigo, também ele italiano, estudavam os dois arquitectura em Roma. O italiano fazia planos para vir fazer estágio para Nova Iorque e o seu amigo sonhava em lá ir ter mais tarde.
*
No andar de baixo vivia uma rapariga que tinha um namorado. Com o tempo, o italiano e o amigo vieram a conhecer o namorado da rapariga do andar de baixo. Estaleceram algum contacto, não que fossem amigos próximos mas cumprimentavam-se, “Olá, tudo bem? …o tempo, e tal …”
*
Finalmente um dia o italiano que sonhava em ir para Nova Iorque realizou o seu sonho. Encontrou estágio num atelier de arquitectura e satisfeito da vida no seu primeiro dia de trabalho teve uma surpresa. Sentado na secretária ao seu lado estava o namorado da rapariga do andar de baixo!
“Mas que fazes tu aqui??!!!”_ perguntou o italiano completamente espantado e incrédulo.
“Mas eu por acaso conheço-te de algum lado?” _ responde o rapaz da secretária do lado, preplexo com aquele estranho que lhe falava em italiano vindo não sei de onde!
*
O que o italiano não sabia nem foi aqui explicado previamente, de prepósito, é que o namorado da rapariga do andar de baixo tinha um irmão gémeo. Os dois gémeos filhos de pai italiano e mãe americana, viviam cada um na sua cidade, um em Roma e outro em Nova Iorque.
*
mais tarde, o gémeo do namorado da rapariga de baixo e o italiano que sonhava com Nova Iorque juntaram-se para uma parceria e a eles juntou-se o amigo do italiano.
Os três juntos formaram os Space4.


Confesso que inicialmente pensava que o gémeo era casado e tinha filhos, porque na secretária dele havia uma fotografia “dele” com a mulher e filhos. Pouco tempo mais tarde vim a saber que aquele que estava na foto era o namorado da rapariga do andar de baixo

3 comentários:

almofada de penas disse...

UAU, que história incrível :D
O mundo é realmente muito pequeno!!

celia disse...

Diz um gajo para o outro:
- Epá, acreditas nas coincidências?
Responde o outro:
- Eu não!
E o primeiro:
- Olha, eu tambem não, que coincidência!

Faz de Conta disse...

Irra! Que grande confusão!!!
Só mesmo em NY! Hihihihi!!

Bjos :o)
Carla