24 outubro 2006

sobre sapatos vermelhos



image from web

Lembro-me quando era criança ter uns sapatos de verniz vermelhos com uma fivela que dava a volta ao tornozelo.
Tenho uma fotografia com a minha irmã ao colo, ela com alguns meses e eu com cinco anos, onde tenho esses sapatos calçados com uma meias brancas rendadas até ao joelho, uma para cima e a outra baixo. Eram os meus sapatos favoritos e ainda hoje continuam no topo da lista!
Em que é que esta memória se relaciona com o novo blog que encontrei?
Deste lado do Oceano por vezes, e são mesmo muitas, recordo com carinho tempos passados, lugares e pessoas, e muitas passagens do meu dia-a-dia enquanto estudava em Guimarães. Tenho saudades de Guimarães!
Pois através destes “sapatos vermelhos” agora revejo-me ao ler os textos descritos como se estivesse a ver um antigo álbum de fotografias da minha infância, através do qual recordo as aulas favoritas, os professores, os colegas, as visitas de estudo… tudo através de outros olhos e outras experiências, ainda que não tenha passado assim tanto tempo que estes sapatos vermelhos tenham andado nos meus pés.
Hummm…acho que vou comprar uns sapatos novos, vermelhos!

5 comentários:

Carla disse...

Vermelho e' a minha cor favorita, mas por incrivel que pareca nao tenho nenhum par de sapatos dessa cor.... Estou contigo! Vivam os sapatos vermelhos!

ss disse...

Vermelho vermelho.. Ha' qq coisa que me atrai desde pequena (tal como tu) ao vermelho de uma forma quase obecessiva... Adoro o vermelho. E adorei o novo blog. Ai guimaraes guimaraes...

cristiana disse...

Também tive uns sapatos vermelhos de verniz, quando era criança, comprados numa loja qualquer em Braga. Depois troquei Braga por Guimarães, e por cá pretendo ficar...
O nome do meu blog, esse vem do filme de Powell e Pressburger: os sapatos vermelhos que comandavam o destino da bailarina (até que ela se libertasse deles...).

Vou continuar a acompanhar os teus posts from NY, e deste lado vou deixando pedacinhos do pequeno mundo da DAAUM.

elisabete duarte disse...

Cristina! Descobriste-me! Eu sabia que cá chegarias. Já agora, dá uma olhadela pelos blogs "linkados" estao por aí mais uns quantos portugueses que partilham esta cidade comigo, alguns deles também ex-estudantes da DAAUM... "o caderno vermelho" para nao variar na cor é uma querida amiga que também por aqui anda!

Carla Cristiana Carvalho disse...

Vou passear entre esses outros blogs: o caderno vermelho é pelo nome bom augúrio (referência ao fantástico Paul Auster e as histórias intrincadas que nos fazem perder por NY, como na trilogia de nova Iorque).

Abraço, Cristiana